Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/10881
Título: The evolution of savings in Brazil since 1960 : the role of real interest rates
Autor: Rodrigues, Regiane Silva
Orientador: Neves, João César das
Data de Defesa: 13-Fev-2013
Resumo: Is there any relationship between the real rate of savings (domestic and private) and the real interest rate in Brazil? In his work Daniel Gleizer assesses that - policies to strengthen national and private savings by increasing the real interest rate did not occur in Brazil because there was not any significant relation between these variables, in the period from 1960 to 1985. However, using one of his econometric models, a classical saving function, to examine the sensitivity of savings and changes in expected real interest rate in the period from 1960 to 2011, we conclude that there is a negative and significant relation between these variables, probably due to economic, political and social stability recently achieved. Economic stability provided the economic development that caused structural changes in the Brazilian society, in this way demographic characteristics were introduced as explanatory variables since they have direct effects on savings rates. The results after the introduction of those additional controls do not contradict the previous estimations - once again the real interest rate is a significant variable to explain variations in the real ratio of domestic and private savings.
Existe alguma relação entre a taxa real de poupança (doméstica e privada) e a taxa de juro real no Brasil? Em seu trabalho, Daniel Gleizer afirma que as políticas para aumentar a poupança nacional e privada através do aumento da taxa de juro real não resultaramno Brasil porque não havia relação significativa entre estas duas variáveis no período de 1960 a 1985. Entretanto, utilizando um dos seus modelos econométricos, uma função de poupança clássica, para estudar a sensibilidade da poupança às mudanças na taxa de juros real esperada, no período de 1960 a 2011, concluímos que há uma relação negativa e significativa entre essas varíaveis, provavelmente devido à estabilidade económica, política e social alcançada recentemente. A estabilidade económica proporcionou o desenvolvimento económico que causou transformações estruturais na sociedade Brasileira, por isso foram introduzidas características demográficas como variáveis explanatórias no modelo; uma vez que estas têm efeitos diretos sobre a taxa de poupança. Os resultados após a introdução desses controles adicionais não contradizem as estimações anteriores, novamente a taxa de juro real é uma variável significativa para explicar a evolução da taxa real de poupança doméstica e privada.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/10881
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
FCEE - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Mestrado Regiane Rodrigues.pdf1,28 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.