Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/10559
Título: Imigração, rituais e identidade : estudo exploratório com descendentes de imigrantes Cabo-Verdianos
Autor: Herbert, Sumitra Correia Tavares
Orientador: Lind, Wolfgang
Palavras-chave: Imigração
Identidade Cultural
Educação
Immigration
Cultural Identity
Education
Data de Defesa: 1-Ago-2012
Resumo: A integração social dos descendentes de imigrantes tem sido um desafio da sociedade contemporânea a nível mundial e Portugal não é exceção. A luta por uma afirmação/aceitação social a passos com uma identidade cultural dividida entre o país dos seus ascendentes e o país onde nasceram é constante. Vários autores já escreveram sobre as inúmeras problemáticas relacionadas com a população de origem cabo-verdiana (Cardoso, 2006; Rosales, Jesus & Parra, 2009; Vala, 2003), nomeadamente a sua integração social e o seu sentido de pertença a Portugal; mas continuam a existir imensas fragilidades nesta sociedade de acolhimento que ainda os define como “Imigrantes de segunda geração”, já os excluindo por ai, não os considerando parte da nação portuguesa. Neste estudo pretende-se contribuir para um melhor conhecimento dos descendentes de imigrantes cabo-verdiano (filhos e netos de imigrantes cabo-verdianos residentes em Portugal), procurando perceber qual a sua identidade cultural e se no seio destas famílias existem “vestígios” da cultura cabo-verdiana, tendo em vista contribuir para uma melhor compreensão da cultura, das rotinas e rituais familiares desta população; analisar os fatores de risco que casualmente se encontrem nestas famílias, que possam impedir uma melhor integração social e elaborar pistas gerais para poder melhor intervir/mediar junto destas famílias. Através de um estudo exploratório qualitativo, com uma amostra constituída por filhos de imigrantes cabo-verdianos, residentes na área metropolitana de Lisboa (n=20), utilizou-se um guião de entrevista semiestruturado composto por 41 perguntas e um questionário sociodemográfico. Importa referir que muitas das perguntas eram reportadas aos filhos dos entrevistados. Os resultados sugerem que os descendentes de imigrantes são detentores de novas identidades, que se propagam para além da pertença étnica, operando como elo de ligação entre os modelos de socialização propostos pela sociedade portuguesa e as referências identitárias das origens culturais dos seus antepassados, reinventando e reinterpretando as suas referências identitárias.
The social integration of children of immigrants has been a challenge of contemporary society in the world and Portugal is no exception. The struggle for a affirmation / social acceptance grappling with a cultural identity divided between the country of their ancestors and the birthplace is constant. Several authors have written about the many issues related to the population of Cape Verdean origin (Cardoso, 2006; Rosales, Jesus & Parra, 2009; Vala, 2003), particularly on their social integration and sense of belonging to Portugal, but there are still numerous weaknesses in this host society which still defines them as "second-generation immigrants", witch by itself, is a way of exclusion and do not consider them as part of the Portuguese nation. This study aims to contribute to a better understanding of the descendants of Cape Verdean immigrants, sensing their cultural identity and if within these families are "traces" of Cape Verdean culture in order to contribute to a better understanding of their culture, routines and family rituals, analyze the risk factors that are casually found on these families, which may prevent a better social integration in order to develop general clues for a better intervention / mediation with these families. Through a quantitative exploratory study with a sample of children of Cape Verdean immigrants living in the Lisbon metropolitan area (n = 20), we used a semi-structured interview guide with 41 questions and a socio-demographic questionnaire. It should be noted that many of the questions were reported to the children of the participants. The results suggest that the descendants of immigrants are holders of new identities, which spread beyond ethnicity, operating as a link between socialization models proposed by the Portuguese society and the references to the cultural identity origins of their ancestors, reinventing and reinterpreting their identity references.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/10559
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
ICF - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese _ Sumitra Herbert.pdf2,5 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.