Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/10495
Título: Ambiguidades da secularização entre modernidade e pós-modernidade
Autor: Duque, João Manuel
Palavras-chave: Religião
Modernidade
Pós-modernidade
Secularização
Teologia
Religion
Modernity
Post-modernity
Secularization
Theology
Data: 2011
Editora: Bond
Citação: DUQUE, João Manuel – Ambiguidades da secularização entre modernidade e pós-modernidade. Comunicação & Cultura. Lisboa. ISSN 1646-4877. 11 (Primavera-Verão 2011) 19-35
Resumo: O artigo parte da consideração de uma espécie de dialéctica, inerente à modernidade, no que respeita à relação com o sagrado, que acabou por implicar deslocações deste para âmbitos considerados «profanos». A modernidade tardia e o denominado regresso do religioso apenas vieram revelar melhor essa dialéctica. Daí resulta uma possível leitura da secularização moderna como sacralização do «secular», enquanto âmbito de um novo absoluto. Em contrapartida, a tradição teológica da secularização pode ser entendida como crítica relativização do secular, em permanente processo de «desdivinização», ao que parece corresponder, como contrapartida estranha, um modo de neo-sacralização com base no religioso não teológico – numa religião sem Deus. É neste dinamismo ambivalente que se pode falar dos elementos que marcaram as ambiguidades da secularização moderna: a absolutização da natureza, a recuperação de uma religião civil, a divinização da razão científica, entre muitas outras versões.
The article starts by considering a kind of dialectics, inherent to modernity, concerning the connection with the sacred, which ended up implicating motions in spheres considered “profane”. The late modernity and the so-called return of the religious just came to better reveal these dialectics. From this results a possible reading of the modern secularization as a “secular” sacralization, as the extent of a new absolute. On the contrary, the secularization theological tradition can be understood as a critical relativization of the secular, in a permanent process of “undeification”. This seems to correspond, in strange compensation, to a way of neo-sacralization grounded on the non-theological religious – on a religion without God. It is in this ambivalent dynamism that enables discussion of the elements that marked the ambiguities of modern secularization: the absolutism of nature, the recovery of a civil religion, the deification of scientific reason, among many other versions.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/10495
ISSN: 1646-4877
Versão do Editor: http://comunicacaoecultura.com.pt/wp-content/uploads/01.-João-Manuel-Duque.pdf
Aparece nas colecções:RCC - 011 - 2011 - Sagrado e Modernidade

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
01.-João-Manuel-Duque.pdf129,42 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.