Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/10475
Título: Women on the move: the mobile phone as a gender technology
Autor: Ganito, Carla
Palavras-chave: Mobile phone
Technology of gender
Feminist media studies
Telemóvel
Tecnologia de Género
Estudos feministas dos media
Data: 2010
Editora: Bond
Citação: GANITO, Carla – Women on the move: the mobile phone as a gender technology. Comunicação & Cultura. Lisboa. ISSN 1646-4877. 9 (Primavera-Verão 2010) 77-88
Resumo: Our lives are increasingly performed within a mobile context. The current trend in Europe and the USA is a balance between men and women in mobile phone usage. Nevertheless usage parity does not mean usage equality. It is mostly ignored that women’s appropriation of the mobile phone is very distinct from men’s, similarly to what happens with other technological objects. Grounding the research in feminist media theory, this paper offers a view of the mobile phone as a technology of gender. I seek to show that the mobile phone contributes to gender construction and transformation. The paper begins with an analysis of the state of the art of feminist media studies. It follows by discussing the mobile phone as a media and its dichotomous position with regards to gender. The paper finalizes with a proposition of the mobile phone as a technology of gender, a place for gender transgression and possible transformation.
As nossas vidas são crescentemente vividas num contexto móvel. A tendência actual na Europa e nos EUA é a da paridade entre homens e mulheres no uso do telemóvel. No entanto paridade no uso não significa igualdade. Tal como acontece com outros artefactos tecnológicos, despreza-se muitas vezes o facto de as mulheres terem uma apropriação muito distinta do telemóvel. No âmbito dos estudos feministas dos media procurar-se-á perspectivar o telemóvel como uma «tecnologia de género» e demonstrar o seu contributo para a construção e transformação de género. O artigo começa por analisar o estado da arte dos estudos feministas dos media e prossegue com a discussão do telemóvel como um media e com o seu posicionamento dicotómico no que diz respeito ao género. O artigo termina com a proposta do telemóvel como uma «tecnologia de género», um local de transgressão e de possível transformação.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/10475
ISSN: 1646-4877
Versão do Editor: http://comunicacaoecultura.com.pt/wp-content/uploads/04.-Carla-Ganito.pdf
Aparece nas colecções:RCC - 009 - 2010 - Pós-género

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
04.-Carla-Ganito.pdf103,77 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.