Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/10399
Título: Filmes onde a morte paira: duas faces: Solaris e O quarto do filho
Autor: Capucho, Carlos
Palavras-chave: Angústia
Cinema
Esperança
Filosofia
Morte
Psicanálise
Psicologia
Religião
Símbolo
Vida
Anguish
Death
Film
Hope
Life
Philosophy
Psychoanalysis
Religion
Symbol
Data: 2008
Editora: Quimera
Citação: CAPUCHO, Carlos – Filmes onde a morte paira: duas faces: Solaris e O quarto do filho. Comunicação & Cultura. Lisboa. ISSN 1646-4877. 5 (Primavera-Verão 2008) 77-94
Resumo: Ao encontro da relevância que a matriz judaico-cristã sempre concedeu ao fenómeno decisivo da morte, o cinema, desde os seus primórdios, sempre construiu narrativas onde aquela realidade está presente. Umas vezes como interrogação/perplexidade, outras exibindo a violência indutora de morte como espectáculo. Um veículo mais específico de morte no cinema é-nos trazido pelo género guerra. Neste quadro, inúmeros realizadores propuseram filmes que revelam a insensatez da guerra como veículo de destruição e de morte. Com Solaris, de Tarkovski, e O Quarto do Filho, de Moretti, pretende-se propor e analisar duas obras cinematográficas que, de forma muito diversa, colocam uma reflexão filosófica, no primeiro caso, e existencial, no segundo, sobre a presença da morte no mundo dos vivos.
Given the sheer relevance that the decisive phenomenon of death has held within the Judeo-Christian belief system, from its very outset, cinema has always set out narratives revolving on such realities. While sometimes approached via interrogation and perplexity, on other occasions death inducing violence is displayed as spectacle. A more specific death type conveyed by the means of cinema arose with the war genre. Within this framework, many directors use film to show the stupidity war as a vehicle of destruction and death. Taking Solaris by Tarkovski, and La Stanza del Figlio by Moretti as its examples, this paper analyzes two films that, in a variety of ways, take up a philosophical stance, in the former case, existentially, and in the latter case addressing the presence of death in the living world.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/10399
ISSN: 1646-4877
Versão do Editor: http://cc.bond.com.pt/wp-content/uploads/2010/07/05_03_Carlos_Capucho.pdf
Aparece nas colecções:RCC - 005 - 2008 - Mediatização da dor

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
05_03_Carlos_Capucho.pdf148,4 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.