Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/10362
Título: Identidade e identidades na ficção televisiva nacional: 2000-2006
Autor: Burnay, Catarina Duff
Palavras-chave: Estudos de recepção
Ficção televisiva
Género
Identidade/Identidades
Produção
Telenovela
Gender
Identity/Identities
Production
Reception studies
Television fiction
Data: 2006
Editora: Quimera
Citação: BURNAY, Catarina Duff - Identidade e identidades na ficção televisiva nacional: 2000-2006. Comunicação & Cultura. Lisboa. ISSN 1646-4877. 1 (Primavera-Verão 2006) 57-71
Resumo: A ficção televisiva, nomeadamente a telenovela, tem funcionado, ao longo dos anos, como agente definidor de grelhas de programação, arrastando audiências de forma transversal. A sua força emocional e o seu estatuto melodramático têm permitido as maiores transformações no mercado televisivo nacional, que assiste, a partir de 1992, ano de aparecimento dos dois canais comerciais nacionais, a um aceso clima concorrencial. Desde essa altura, mantêm-se as guerras pela audiência, recorrendo-se à transmissão de formatos inovadores, à contratação de novos rostos e à transmissão de séries e telenovelas. Mas se, numa primeira fase (1992-2000), as estações desenvolveram a sua programação em torno da ficção brasileira, já enraizada no imaginário português desde 1977 (Gabriela pela RTP1), numa segunda fase (2000-2006), a programação tem sido desenvolvida em torno das séries e telenovelas portuguesas. Este volte-face nas tendências de gosto levaram-nos a colocar uma hipótese sobre a importância da ficção televisiva no estabelecimento de fronteiras simbólicas e identitárias do espaço e do tempo nacionais, a partir de 2000. O presente artigo reúne algumas reflexões preliminares sobre a temática.
Over the years, television fiction – mainly the “telenovela” (soap-opera) – has been the defining agent of the programme grid carrying audiences across all channels. The telenovela’s emotional baggage and melodrama have led to far-reaching changes in the Portuguese TV market, especially since 1992 when two commercial channels started broadcasting nationally. Since then, ratings wars have taken hold, using innovative formats, new faces and the broadcast of TV series and telenovelas. In the first phase (1992-2000), the TV stations developed their programmes around Brazilian fiction, deeply ingrained in the Portuguese psyche since 1997 (“Gabriela” on RTP1) while in the second phase (2000-2006), the programming has been developed around Portuguese series and telenovelas. This volte-face in the taste tendencies leads to this article making some preliminary reflection on hypotheses about the importance of television fiction in establishing symbolic and identity borders in the Portuguese environment as of 2000.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/10362
ISSN: 1646-4877
Versão do Editor: http://comunicacaoecultura.com.pt/wp-content/uploads/2010/07/01_03_Catarina_Duff_Burnay.pdf
Aparece nas colecções:RCC - 001 - 2006 - A cor dos media

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
01_03_Catarina_Duff_Burnay.pdf106,36 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.