Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/10219
Título: O doente crítico
Autor: Pais, Sónia Almeida
Orientador: Ribeiro, Olivério
Data de Defesa: 2012
Resumo: O avanço da ciência, incluindo a ciência da enfermagem e da tecnologia, possibilitou o aumento da sobreviva dos utentes em estado crítico, incluindo os queimados. Relevando a importância do desenvolvimento de competências na área da especialização em enfermagem, foram identificadas actividades a desenvolver para a aquisição dessas competências, nomeadamente na assistência ao doente crítico admitido na urgência (incluindo o queimado) e sua transferência para uma unidade mais diferenciada que é a Unidade de Cuidados Intensivos (Polivalente ou de Queimados). São três os estágios que incluem esta formação – Unidade de Queimados, Cuidados Intensivos e Serviço de Urgência, sendo três as grandes áreas de desenvolvimento de competências no decorrer destes estágios – doente crítico, doente queimado e humanização dos cuidados. O doente crítico é o utente que, por falência de um ou mais órgãos, ou sistemas, necessita de meios avançados de monitorização e intervenção terapêutica. O doente gravemente queimado inclui-se na definição de doente crítico. Queimaduras são lesões comuns, a maioria de pequena extensão com tratamento simples e de evolução cicatricial rápida. No entanto existem outras queimaduras que exigem tratamentos intensivos e de reabilitação. A humanização busca um outro olhar na assistência ao utente em estado crítico refletindo sobre as práticas de cuidados de enfermagem em situação de urgência/emergência.
The advancement of science, including the science of nursing, and technology improved the survival rate of users in critical condition, including burns. Noting the importance of skills development in the area of specialization in nursing, were identified activities to be undertaken to acquire these skills, particularly in care for critically ill patients admitted to the emergency (including the Burnt) and their transfer to a unit that is more differentiated which is the Intensive Care Unit (Polyvalent or burn). There were three stages that include this training - Burns Unit, Intensive Care and Emergency Department with three major areas of skill development during these stages - Critical patient, Burn patient and Humanization of care. The Critical patient is the user that by failure of one or more organs or organs systems, require advanced methods of monitoring and therapeutic intervention. The severely burned patient is included in the definition of Critical Patient Burns are common injuries, the majority of small extent with simple treatment and fast healing scar tissue. However there are other burns requiring intensive treatment and rehabilitation. Humanization tries to recover the sense in assisting the patient in critical condition reflecting on the practice of nursing care in a situation of urgency / emergency.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/10219
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
ICS(V) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE SONIA PAIS.pdf929,45 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.