Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/10147
Título: Religião sem Deus?
Outros títulos: Leitura crítica de Mark C. Taylor
Autor: Duque, João Manuel
Palavras-chave: Religião
Pós-modernidade
Data: 2011
Editora: Aletheia
Citação: Revista Portuguesa de Filosofia. - Braga. - T. 67 (2011), fasc. 1
Resumo: Partindo de uma concepção estética de Deus como imaginação, Taylor analisa o processo de eclipse do real e transformação do mundo em obra de arte, que atravessou a modernidade, como processo de morte de Deus ou secularização, deixando a descoberto a sua ambiguidade. Contra processos equívocos de sacralização ou de secularização, Taylor propõe a figura de uma religião sem Deus, como infinitização do processo imanente do próprio vir‐a‐ser do mundo, enquanto natureza. Isso levanta a questão da articulação da diferença pessoal e da verdadeira alteridade, seja na relação de Deus ao mundo (e vice‐versa), seja nas relações que constituem o mundo, seja ainda nas relações paradigmáticas que constituem o próprio Deus. A compreensão de Deus como relação diferenciadora e personalizante poderá ser entendida como contributo bíblico para uma leitura pós‐secular da possibilidade de dizer Deus, sem anular a sua diferença e sem o reduzir à extensão unívoca do mundo ou ao índice equívoco do nada. A via da analogia continua a ser promissora.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/10147
Aparece nas colecções:FT(NB) - Artigos em revistas nacionais com Arbitragem / Papers in national journals with Peer-review

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RPFTaylor.pdf172,29 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.