Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/10040
Título: A escatologia cristã e o platonismo: o contributo de J. Ratzinger para a desconstrução de um postulado
Autor: Farias, José Jacinto Ferreira de
Data: 2010
Editora: Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa
Citação: FARIAS, José Jacinto Ferreira de - A escatologia cristã e o platonismo: o contributo de J. Ratzinger para a desconstrução de um postulado. Didaskalia. Lisboa. ISSN 0253-1674. 40:1 (2010) 23-36
Resumo: O estudo constitui um registo da argumentação de J. Ratzinger no seu tratado sobre a escatologia e do seu contributo na desconstrução do pressuposto assumido na escatologia sobretudo no âmbito da teologia protestante, mas que encontrou amplo acolhimento também na teologia católica, segundo o qual a escatologia cristã seria devedora dos esquemas do pensamento grego. No seu intento de desplatonizar a escatologia, J. Ratzinger foi levado progressivamente à verificação de que o sentir eclesial se distancia criticamente do esquematismo grego e que na sua concepção antropológica da relação alma-corpo é essencialmente cristã, relevando-se assim a novidade da concepção cristã do homem na sua constituição metafísica, com grandes consequências para a escatologia e muito especialmente para a escatologia intermédia. O sentir eclesial surge como critério da teologia e princípio de verificação da verdade ou inverdade das teorias. A exposição procura relevar o contributo do estudo de J. Ratzinger para a escatologia, tanto do ponto de vista do método como do ponto de vista sistemático.
This study constitutes a record of the argumentation used by Joseph Ratzinger in his treatise on eschatology and of his contribution to the deconstruction of an assumed presupposition in eschatology, particularly in the context of Protestant theology, but which has also found considerable adherence in Catholic theology, according to which Christian eschatology owes something to schemes of Greek thinking. In his attempt do deplatonise eschatology, Ratzinger came progressively to the view that ecclesial feeling is critically separate from the Greek scheme of things and that in its anthropological conception of the soul-body relationship it is essentially Christian, thus underlining the novelty of the Christian concept of Man in his metaphysical constitution, with considerable consequences for eschatology and very particularly for intermediate eschatology. Ecclesial feeling emerges as a theological criterion and a principle of verification of the truth or untruth of theories. The present text seeks to emphasise the contribution of Ratzinger’s study to eschatology, as much from the point of view of method as from the systematic point of view.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/10040
ISSN: 0253-1674
Aparece nas colecções:RD - 2010 - Vol. 040 - Fasc. 1

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
V04001-023-036.pdf118,17 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.